EN ES PT
EN ES PT

Otimização de matéria prima nos altos fornos a carvão vegetal

Cliente:Gerdau
Setor:Indústria de Aço e Metal
Tipo de otimização:Processo, Alocação de Recursos

O Cliente

Um braço da Gerdau apresenta uma diferenciação na produção, não são movidas à coque e sim à carvão vegetal. É composto por três plantas em Minas Gerais, sendo em Barão de Cocais, Divinópolis e Sete Lagoas.

O Contexto

As três unidades são responsáveis por alocar os minérios encontrados na região, tanto o próprio quanto de terceiros. Até então, a distribuição visava uma certa uniformidade para não penalizar determinada unidade. Porém, a Gerdau viu nesta questão um potencial ganho em otimizar a alocação dos minérios a cada planta.

A Solução

Foram analisadas as propriedades físicas dos minérios e confrontadas aos dados de performance e consumo energéticos de cada alto-forno. Com esse novo embasamento, criamos um modelo matemático que otimiza a compra dos minérios e a sua alocação a cada planta visando um custo global mínimo.

Resultados

Através de melhores rendimentos metálicos e de menores consumos de combustível, observamos uma redução significativa dos custos de produção. Além disso, houve uma maior integração entre as unidades e a consequente formalização do conhecimento dos especialistas de processo. O modelo promoveu a melhoria na qualidade e na rapidez de execução dos planejamentos mensais.
Foto Vinícius Ricardo Lima de Deus

"Já nos primeiros meses após a conclusão do projeto com a Cassotis, foi possível mensurar uma maior acurácia do planejamento e uma melhora dos resultados. Observamos uma redução de custo significativa em comparação à planilha que usávamos para tomar decisões mensais de compra da matéria prima usada nos fornos."

Vinícius Ricardo Lima de Deus Indústria 4.0 - Gerdau
Ver outros cases

Entre em contato

Vamos falar de otimização

R. da Paisagem, 220, sala 11S, Vila da Serra, Nova Lima - MG, Brasil

Fale conosco Enviar email